Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal "acordou muito tarde" para mercados do Golfo - Rui Vilar

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 22 mai (Lusa) -- O consultor da PLMJ Rui Vilar afirmou hoje que Portugal "acordou muito tarde" para os países do Golfo e para os países produtores de petróleo, considerando que é preciso explorar as vantagens competitivas do país nestes mercados.

O ex-presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, que falava num seminário do Fórum para a Competitividade sobre Investimento Direto Estrangeiro (IDE), em Lisboa, afirmou que "Portugal não tem estado num contacto muito ativo com os países que têm a figura clássica do fundo soberano e os países produtores de petróleo são um exemplo clássico disso".

Para Rui Vilar, "a diplomacia económica é importante, mas não será eficaz se não estiverem preenchidos os requisitos da diplomacia política", dando como exemplo os países do Golfo.