Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Plano/Economia: Bancos comerciais vão fazer chegar às empresas fundos do banco de fomento

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 24 abr (Lusa) -- O banco de fomento, que o Governo quer ver em atividade no segundo trimestre do próximo ano, vai trabalhar diretamente com os bancos tradicionais a quem caberá direcionar para as PME os fundos que esta nova entidade pública recolher.

De acordo com a "Estratégia para o Crescimento, Emprego e Fomento Industrial", enviada hoje aos partidos políticos e parceiros sociais, a designada Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) irá ter "linhas de crédito intermediadas especialmente dirigidas a PME [Pequenas e Médias Empresas]", as quais serão "disponibilizadas através da banca comercial e da sua rede de balcões, mediante a celebração de acordos de parceria".

A "complementaridade" e "articulação" entre o IFD e a banca comercial são sublinhadas várias vezes neste documento, que acrescenta que a criação do IFD não implica "distorção da concorrência", assumindo-se antes como "instituição como parceira da banca comercial com vista a induzir um maior contributo desta para o financiamento do investimento produtivo".