Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Perto de metade do montante aplicado em certificados de aforro são juros devidos pelo Estado - UTAO

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 dez (Lusa) - Quase metade do 'stock' de certificados de aforro é relativa a juros devidos pelo Estado, constatou a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

Os técnicos de apoio à comissão parlamentar do Orçamento citam números da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), segundo os quais em outubro o 'stock' total de certificados de aforro atingiu os 9.688 milhões de euros, "menos 2.235 milhões face ao registado em igual mês de 2011".

"Cerca de 43% daquele 'stock' diz respeito à capitalização acumulada, ou seja, quase metade das aplicações corresponde a juros devidos pelo Estado", lê-se no boletim mensal sobre a dívida da UTAO.