Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Participação portuguesa na compra de dívida a 10 anos duplicou face à operação a 5 anos de janeiro

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 08 mai (Lusa) -- A participação de investidores portugueses na colocação de dívida pública a 10 anos realizada esta terça-feira duplicou e passou a ser das maiores face ao que havia acontecido em janeiro com a venda de dívida a 5 anos.

De acordo com os detalhes da operação sindicada que permitiu a colocação de dívida a 10 anos numa nova linha com um cupão (juro anual) de 5,65% anunciados no final desta terça-feira pelo instituto que gere a dívida pública portuguesa, os investidores que comparam esta dívida são mais diversificados em termos geográficos, mas denota-se um forte aumento da participação de investidores portugueses.

Segundo o IGCP, 14% da dívida colocada esta terça-feira (cerca de 420 milhões de euros) foram para junto de investidores portugueses. Esta foi a terceira maior fatia da dívida vendida esta terça-feira, só superada pelos 16% dos Estados Unidos (cerca de 480 milhões de euros) e dos 27% colocados junto de investidores do Reino Unido (cerca de 810 milhões de euros), que ficaram com a maior fatia da colocação.