Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Os compromissos que forem possíveis são bem-vindos" -- presidente do TdC

Lusa economia

  • 333

Porto, 16 jul (Lusa) -- O presidente do Tribunal de Contas (TdC), Guilherme d'Oliveira Martins, afirmou hoje que "os compromissos [políticos] que forem possíveis são bem-vindos", considerando ser "indispensável" criar todas as condições para romper com a espiral recessiva.

À entrada para um jantar no Porto, Guilherme d'Oliveira Martins foi questionado sobre o que se pede a todos os intervenientes na atual situação política, tendo começado por responder que "ao presidente do Tribunal de Contas, como titular de um órgão de soberania, pede-se silêncio".

"E pede-se um sinal de esperança, uma vez que é indispensável criar todas as condições para, por exemplo, romper com a espiral recessiva. Nesse sentido, os compromissos que forem possíveis são bem-vindos", declarou.