Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: Nuno Amado diz que banca "já participa em excesso" no esforço de consolidação

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 22 out (Lusa) -- O presidente do BCP, Nuno Amado, considerou hoje que "a banca já participa em excesso" no esforço de consolidação orçamental, revelando que o banco que lidera vai este ano "contribuir com mais de 300 milhões de euros para o OE".

"A banca já participa em excesso no esforço de consolidação orçamental, mas não faço comentários, porque todos estamos a passar dificuldades, todos temos que dar o nosso contributo", afirmou o banqueiro, em declarações, na I Conferência Antena 1/Económico, subordinada ao tema "O Estado e a Economia - Um Orçamento Pós-Troika".

E, "para dar uma ideia" do que estava a falar, Amado revelou que "o bcp este ano vai contribuir com 300 milhões de euros, ou um pouco mais, para o Orçamento do Estado, entre os fundos do imposto extraordinário sobre a banca, a remuneração das obrigações convertíveis, ou comissões sobre determinado tipo de investimentos".