Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: Défice será de 4,3% sem medidas temporárias e não recorrentes - CFP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 07 nov (Lusa) -- O défice orçamental será de 4,3% do PIB em 2014, superior aos 4% acordados com a 'troika', se forem excluídas as medidas temporárias e não recorrentes previstas na proposta de orçamento, segundo o Conselho das Finanças Públicas.

Na análise que faz à proposta de Orçamento do Estado para 2014, apresentada pelo Governo no dia 15 de outubro, a instituição liderada pela ex-administradora do Banco de Portugal Teodora Cardoso diz que o défice ajustado deste tipo de medidas seria de 7.203 milhões de euros, cerca de 4,3% do PIB.

Segundo o CFP, estas medidas têm um peso de 0,24% do PIB nas contas públicas e correspondem "sobretudo à receita de concessões e de transferências de fundos de saúde dos CTT.