Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Médicos saúdam TC e lembram que função pública foi "martirizada"

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 05 abr (Lusa) - A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) congratulou-se com o chumbo do Tribunal Constitucional à norma do Orçamento do Estado que prevê o corte do subsídio de férias para os funcionários públicos, sublinhando que foram "martirizados nos últimos dois anos".

"É de saudar esta importante decisão do Tribunal Constitucional (TC) que vai no sentido da preservação da letra da Constituição e contra todos aqueles que defendiam que as inconstitucionalidades eram uma peça descartável", afirmou o vice-presidente da FNAM, Mário Jorge Neves, em declarações à agência Lusa.

Segundo Mário Jorge Neves, a decisão do TC de chumbar o corte nos subsídios de férias vai ter "um enormíssimo impacto político assim como um impacto financeiro nos funcionários públicos, que foram martirizados nos últimos dois anos".