Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Líder e deputado do CDS/PP-Madeira não acreditam na expulsão do partido

Lusa economia

  • 333

Funchal, 01 nov (Lusa) - O líder do CDS/PP-Madeira afirmou que tanto ele como o deputado na Assembleia da República assumirão as consequências partidárias do voto contra o Orçamento de Estado, dizendo não acreditar que chegue à expulsão.

"Eu como presidente do CDS/PP-Madeira e o deputado Rui Barreto, como o deputado da Madeira à Assembleia da República, assumiremos todas as nossa responsabilidades partidárias, na certeza porém de que preferimos violar os estatutos do partido a violar os compromisso que assumimos perante os eleitores quando nos candidatamos às eleições", disse José Manuel Rodrigues aos jornalistas numa visita à Festa da Castanha que decorre este fim de semana na freguesia do Curral das Freiras, concelho de Câmara de Lobos.

O dirigente popular madeirense, que pediu a demissão da vice-presidência do CDS nacional e deixou S.Bento, sendo substituído por Rui Barreto, reagia assim às declarações do líder Paulo Portas na sequência da posição do deputado madeirense que violou a disciplina partidária e votou quarta-feira contra a proposta do Orçamento do Estado para 2013 na generalidade.