Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Corte na despesa em consumos intermédios, fundações e racionalização de ministérios

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 17 nov (Lusa) - O corte na despesa que contribuiu para diminuir 0,5 por cento a sobretaxa de IRS incidiu "sobretudo" nos "consumos intermédios, fundações e racionalização de despesa dos ministérios", disse à Lusa fonte da maioria PSD/CDS-PP.

A maioria parlamentar anunciou na sexta-feira que o corte de 0,5 por cento na sobretaxa de IRS resultava de um "corte significativo na despesa" e de uma "contribuição adicional de solidariedade" para os rendimentos acima de 250 mil euros.

"Resulta de um corte significativo na despesa mas também de uma contribuição adicional de solidariedade para os rendimentos mais elevados, acima de 250 mil euros", afirmou Luís Montenegro aos jornalistas no Parlamento na sexta-feira.