Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2012: Líder do PS diz que "derrapagem orçamental podia ser evitada"

Lusa economia

  • 333

Vila Viçosa, 24 nov (Lusa) - O secretário-geral do PS, António José Seguro, disse hoje que a "derrapagem orçamental podia ser evitada" e acusou o Governo de ter imposto "pesados sacrifícios" aos portugueses sem conseguir obter resultados positivos.

"A meta do défice para este ano era de 4,5 por cento [depois revista em alta pelo executivo para os 5%], portanto, já não vai ser" atingida, afirmou, argumentando que o défice deverá ficar "acima dos 6%".

Por isso, para António José Seguro, o Governo não cumpriu o que prometeu aos portugueses, no ano passado, quando pediu "pesados sacrifícios", mas para "conseguir uma meta do défice de 4,5%".