Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2012: Défice deve ser de 6,9% no primeiro semestre, oposição critica derrapagem

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 01 set (Lusa) -- O défice orçamental no primeiro semestre ter-se-á situado nos 6,9 por cento em contabilidade nacional, a que conta para Bruxelas, calcula a Unidade Técnica de Apoio Orçamental, que alerta para os habituais agravamentos no último trimestre do ano.

De acordo com um relatório, a que a Lusa teve acesso, sobre a execução orçamental dos sete primeiros meses de 2012 enviado aos deputados pelos técnicos independentes da UTAO, o défice no primeiro trimestre do ano em contabilidade nacional ter-se-á situado entre os 6,7 e os 7,1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

O Presidente da República, em declarações proferidas antes de ser conhecida a análise da unidade técnica do Parlamento, desvalorizou hoje no Algarve a derrapagem do défice, já admitida pelo Governo em relação à previsão inicial de 4,5 por cento no final do ano, considerando ser mais importante garantir-se o menor impacto possível sobre a atividade económica e o emprego.