Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OCDE: Portugal tem de combater a segmentação e rigidez laboral

Lusa economia

  • 333

Paris, 14 mai (Lusa) - Portugal tem de continuar a enfrentar a rigidez e a segmentação do mercado de trabalho através da aplicação das medidas como a redução da indemnização por despedimento e introdução da arbitragem nos conflitos laborais, recomenda a OCDE.

No relatório, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), considera que a prioridade-chave para complementar outras reformas que removam obstáculos à criação de empregos, é "avançar com medidas que reduzam a segmentação do mercado de trabalho e assegurar que a evolução salarial seja mais em linha com a produtividade".

A recomendação da entidade faz parte do texto intitulado "Reformar o Estado para promover crescimento", trabalho pedido pelo Executivo para acompanhar o processo de reforma do Estado e que foi hoje divulgado em Paris na presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.