Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Óbito: Passos Coelhos lamenta morte de António Borges e elogia a sua "lucidez e determinação"

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 25 ago (Lusa) - O primeiro-ministro lamentou hoje a morte do economista António Borges, enaltecendo o seu "prestígio técnico e académico" e a "lucidez e determinação" com que se envolveu nos processos das privatizações e das parcerias público-privadas.

Numa nota hoje enviada à agência Lusa pelo gabinete do primeiro-ministro, o governante diz que recebeu hoje "com profunda consternação" a notícia da morte de António Borges, que considera ser uma "figura destacada da vida pública portuguesa e personalidade de grande prestígio técnico e académico na cena internacional".

"O primeiro-ministro não esquece a lucidez e a determinação com que o professor António Borges desempenhou as funções de consultor do Governo para as privatizações e para as renegociações das Parcerias Público-Privadas, numa altura em que já travava um combate difícil com a doença que o viria a vitimar", refere a nota, em que Passos Coelho apresenta as condolências à família do economista.