Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Obama recusa condições e prazos republicanos e vai continuar a negociar

Lusa economia

  • 333

Washington, 12 out (Lusa) -- O Presidente dos EUA, Barack Obama, acordou na sexta-feira com o líder dos republicanos na Câmara dos Representantes, John Boehner, continuar a dialogar, mas disse não aceitar a elevação do teto da dívida só por seis semanas.

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, indicou que Obama quer um acordo "limpo", que não esteja condicionado à desistência da reforma da Saúde, legislada desde 2010, e a cortes em programas sociais para reduzir o défice.

Carney pediu aos republicanos para "não usarem a [ameaça] da suspensão de pagamentos como arma nas negociações" nem proporem um aumento do limite do endividamento de apenas seis semanas.