Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Não são os eleitores quem escolhe, são grupos de interesses" -- Silva Lopes

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 14 dez (Lusa) - O poder em Portugal é exercido por "grupos de interesses" e falta "responsabilização" à classe política, disse hoje o antigo ministro das Finanças, José Silva Lopes.

"A gente pensa que são os eleitores que escolhe, mas não são, são grupos de interesses. É assim em toda a parte, e em Portugal mais que noutros países", disse Silva Lopes numa homenagem ao economista João Ferreira de Amaral, perante uma audiência que incluía o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, e o governador do banco de Portugal (BdP), Carlos Costa.

"A nossa organização política não é muito encorajadora", afirmou Silva Lopes, de 80 anos, que já foi também governador do Banco de Portugal. "Há o problema da justiça, dos grupos de interesses. Há um problema de falta de transparência do Estado. De falta de transparência e de responsabilização."