Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Município de Pequim quer "usar Macau como plataforma" para os países lusófonos

Lusa economia

  • 333

Pequim, 11 jul (Lusa) - O município de Pequim quer "usar Macau como plataforma para ampliar a sua influência nos países de língua portuguesa", disse o presidente do governo da capital chinesa, Wang Anshun, citado hoje pelo jornal China Daily.

Em 2012, o comércio entre Pequim e Macau aumentou 22 %, para 350 milhões de dólares (266,4 milhões de euros) e, segundo Wang Anshun, o seu município - com uma área idêntica a metade da Bélgica e 20 milhões de habitantes - quer "alargar a cooperação económica" com aquela Região Administrativa Especial, indicou o jornal.

Óleo refinado e telemóveis são as principais exportações de Pequim para Macau, que no conjunto somaram 348 milhões de dólares (264,9 milhões de euros).