Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moçambique perde anualmente mais de 26 ME para a pesca ilegal

Lusa economia

  • 333

Maputo, 16 nov (Lusa) - O Estado moçambicano perde anualmente 26,7 milhões de euros de receitas devido à pesca ilegal, prática que impede o setor de aumentar a sua parcela no PIB, disse hoje o diretor Nacional de Fiscalização de Pescas.

Falando à imprensa, à margem de uma Reunião Nacional sobre Fiscalização Pesqueira, realizada em Quelimane, centro de Moçambique, Manuel Castiano afirmou que cerca de duas mil toneladas de produtos pesqueiros são anualmente retiradas de forma ilegal das águas moçambicanas.

"A pesca ilegal não é só uma preocupação económica, é também social, porque mais de 100 mil moçambicanos dependem diretamente da pesca e mais de 530 mil dependem de uma forma indireta", declarou Manuel Castiano.