Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministros das Finanças UE adotam nova meta de 2015 para Portugal cumprir défice

Lusa economia

  • 333

Luxemburgo, 21 jun (Lusa) -- Os ministros das Finanças da União Europeia decidiram hoje, formalmente, no Luxemburgo, dar mais um ano a Portugal, até 2015, para corrigir o seu défice orçamental excessivo, seguindo a recomendação da Comissão Europeia do mês passado.

Na reunião de hoje, o Conselho Ecofin prolongou por dois anos os prazos para a correção dos défices de Espanha, França, Polónia e Eslovénia, e por um ano as metas para Portugal e Holanda, apontando que teve em conta a deterioração "pior que o previsto" nas economias destes países desde as últimas recomendações económicas.

A decisão de hoje formaliza a recomendação da "Comissão Barroso", que a 28 de maio último propusera que Portugal pudesse ter mais um ano para corrigir o défice orçamental que, assim, deverá de ser de 5,5% este ano, de 4% em 2014 e de 2,5% em 2015, coerente com uma redução do saldo estrutural de 0,6% do PIB em 2013, 1,4% do PIB em 2014 e 0,5% do PIB em 2015.