Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministros das Finanças da UE prolongam maturidades dos empréstimos para Portugal

Lusa economia

  • 333

Luxemburgo, 21 jun (Lusa) -- Os ministros das Finanças da União Europeia adotaram hoje formalmente, no Luxemburgo, a decisão de extensão das maturidades dos empréstimos europeus concedidos a Irlanda e Portugal, para apoiar o seu regresso aos mercados, anunciou a presidência do Conselho.

A 12 abril passado, numa reunião informal em Dublin, os ministros das Finanças europeus haviam alcançado um acordo de princípio -- agora formalizado - para a extensão, por sete anos, das maturidades dos empréstimos europeus concedidos a Portugal e à Irlanda, ao abrigo do Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira (MEEF) e do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), prolongando assim a maturidade média de 12,5 para 19,5 anos.

A decisão hoje tomada aplica-se imediatamente aos empréstimos do MEEF, enquanto para aqueles referentes ao FEEF a decisão será adotada no Conselho de Governadores agendado para a próxima segunda-feira.