Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Meta da receita fiscal para este ano mais difícil de alcançar devido ao 'buraco' em 2012 -- UTAO

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 05 fev (Lusa) - A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) considera que as metas traçadas pelo Governo para a receita fiscal este ano poderão ser mais difíceis de alcançar que o previsto devido ao buraco na receita fiscal de 2012.

Segundo a versão atualizada da análise dos técnicos independentes que trabalham junto da Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública sobre a execução orçamental em contabilidade pública (fluxos de caixa) em 2012, o desvio de 670 milhões de euros na receita fiscal, face ao que foi estimado em outubro do ano passado, pode ter um efeito de arrastamento e influenciar as contas deste ano.

"Face à estimativa apresentada em outubro, a receita fiscal ajustada da administração central e Segurança Social (sem Entidades Públicas Reclassificas) registou um desvio desfavorável de 670 milhões de euros equivalente a 0,4% do PIB [Produto Interno Bruto], tal como a UTAO já havia avançado. O referido desvio decorreu de insuficiências na cobrança de impostos indiretos (-402 milhões de euros) e diretos (-268 milhões de euros)", diz a análise.