Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Merkel/Visita: Desaceleração das exportações tem que ser compensada por investimento estrangeiro - Corticeira Amorim

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 nov (Lusa) - O presidente executivo da Corticeira Amorim afirmou hoje que, perante a desaceleração das exportações, Portugal precisa de atrair investimento estrangeiro e principalmente da Alemanha.

António Amorim, que participa no encontro empresarial luso-alemão em Lisboa no âmbito da visita da chanceler Angela Merkel a Portugal, afirmou à Lusa que "com a capacidade instalada existente", as exportações tenderão a desacelerar e que, para isso, "é necessário atrair investimento estrangeiro e, se calhar, nenhum país melhor que a Alemanha o poderá fazer".

A Alemanha "tem uma experiência de empresas instaladas em Portugal muito bem sucedida, tem uma proximidade e afinidade com Portugal relativamente grande e quando se começam a questionar a grandes opções de investimento na Ásia e fora da Europa, penso que Portugal poderá ser uma boa opção", disse António Amorim.