Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maioria dos cipriotas defende permanência do país na zona euro

Lusa economia

  • 333

Nicósia, 19 mai (Lusa) - A maioria dos cipriotas defende a permanência do país na zona euro e o acordo alcançado pelo governo com a 'troika', apesar dos ajustes de austeridade a que estão sujeitos.

Segundo um inquérito levado a cabo pela LS Prime Market Research & Consulting Ltd, difundido pela imprensa local, 69,2% dos cipriotas são defensores da permanência na zona euro e só dois em cada dez (20,1%) consideram melhor que o Chipre se desvincule da moeda europeia e volte a ter a sua moeda nacional.

O inquérito, realizado entre os dias 14 e 17 de maio, mostra que 58,2% da sociedade cipriota apoia o acordo com a 'troika' internacional, que teve como contrapartida um resgate no valor de 10 mil milhões de euros.