Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Lojista de Aljezur interpõe providência cautelar para travar ordem de fecho

Lusa economia

  • 333

Aljezur, 08 nov (Lusa) -- O proprietário de uma mercearia tradicional de Aljezur interpôs hoje uma providência cautelar, para contestar a ordem de encerramento do espaço por parte da autarquia, com o objetivo de alegadamente demolir o edifício, disse hoje o próprio à Lusa.

Em causa está uma notificação da autarquia, proprietária do prédio, datada de 10 de outubro, na qual é fixado um prazo de 30 dias para o comerciante fechar o estabelecimento e abandonar o local, devido ao risco de derrocada do telhado.

Segundo António Lopes, a ordem de encerramento da Mercearia da Ponte visa a demolição do edifício centenário onde está instalada, devido a danos que, segundo um parecer a autarquia, são irreparáveis.