Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jorge Miranda não acredita na revisão constitucional

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 03 nov (Lusa) -- O constitucionalista Jorge Miranda disse hoje aos jornalistas em Lisboa que ainda é possível cortar muitas "mordomias" e não receia mudanças na Constituição da República para a execução dos cortes orçamentais.

"Acho que não há condições para isso (revisão da Constituição), não há condições políticas, porque há a exigência de uma maioria de dois terços, nem económicas, nem sociais, por causa da situação do país", disse Jorge Miranda, sublinhando que "recearia" caso houvesse uma intenção de mudar a Constituição para aplicar a "refundação" do Estado, palavra que, garante, ainda não conseguiu entender.

"Ninguém, até agora, foi capaz de a interpretar, suponho que por detrás disso há uma ideia de transformar o Estado com uma visão neoliberal", disse Jorge Miranda, quando questionado sobre o conceito "refundação" comunicado pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.