Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

IRS: Reposição do subsídio de Natal anulada em salários brutos acima de 1.850 euros na função pública

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 16 jan (Lusa) -- Os funcionários públicos com salários brutos superiores a 1.850 euros vão perder rendimento face a 2012 devido ao aumento de impostos, mesmo com a reposição do subsídio de Natal em duodécimos, segundo as simulações da PricewaterhouseCoopers (PwC).

"De acordo com os nossos cálculos, por regra, para contribuintes solteiros e casados dois titulares, com rendimento mensal bruto superior a 1.850 Euros, a diluição do subsídio de Natal não absorve na totalidade o incremento do imposto mensal", explica Martim Gomes, especialista em fiscalidade da PwC.

O Orçamento do Estado para 2013 prevê que os funcionários públicos e das empresas públicas voltariam a receber o subsídio de Natal em 2013 depois de o Tribunal Constitucional ter decidido que a suspensão do subsídio de férias e de Natal era inconstitucional.