Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Instituto de Corporate acredita que empresas vão preferir novo Código de Governo das Sociedades ao da CMVM

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 30 jan (Lusa) - O Instituto Português de Corporate (IPCG) apresentou hoje um novo Código de Governo das Sociedades, que os dirigentes do instituto esperam vir a merecer a preferência das sociedades face ao articulado implementado pela CMVM.

"Defendemos que deve ser a sociedade civil a estabelecer a sua autorregulação, o regulador (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários - CMVM) sempre disse que só fez o código [pelo qual hoje se regem as sociedades portuguesas] porque não havia alternativa. Se as empresas não aceitarem, depois não se venham queixar de que não há autorregulação", afirmou Pedro Rebelo de Sousa, presidente da direção do IPCG hoje num encontro com a comunicação social.

O texto hoje apresentado pelo IPCG prima pela "simplicidade" e "depuração", nos termos dos seus autores. Com efeito, trata-se de um conjunto de 16 princípios e meia centena de recomendações, plasmados numa dúzia de páginas.