Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inspetor-geral do Trabalho diz que se generalizou falta de pagamento de trabalho extraordinário

Lusa economia

  • 333

Porto, 02 out (Lusa) -- O Inspetor-geral do Trabalho reconheceu hoje que tem havido um aumento de número de queixas junto das autoridades laborais e disse que se generalizou o incumprimento de algumas regras, como o pagamento do trabalho extraordinário.

De acordo com o inspetor-geral do Trabalho, José Luís Forte, assiste-se "muito ao não-pagamento do trabalho extraordinário", de situações em que "os empresários decidiram, pura e simplesmente, não pagar trabalho extraordinário".

"Dizia-me um empresário - não um sindicato - que se tinha generalizado esta imagem de que o trabalho extraordinário não se paga. 'Se os trabalhadores se queixarem em tribunal a gente paga'", afirmou José Luís Forte aos jornalistas à margem das segundas jornadas de Direito do Trabalho na Universidade Lusíada, no Porto.