Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/Swap: Barclays também propôs 'swaps' a Sócrates para baixar défice de 2005

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 08 ago (Lusa) -- O banco Barclays propôs ao gabinete de José Sócrates em junho de 2005 a contratação de 'swaps' que ajudariam a reduzir o défice, mas foi recusado pelo Governo de então e chumbado pelo instituto que gere a dívida pública.

Segundo documentos distribuídos pelo Governo, o braço de investimento do Barclays, o Barclays Capital, propôs a 23 de junho de 2005 ao gabinete do então primeiro-ministro José Sócrates que Portugal contratasse um derivado que seria considerado como um 'swap' e como tal não entraria nas contas públicas.

A proposta feita aos assessores económicos do ex-primeiro-ministro -- Vitor Escaria e Óscar Gaspar -- permitia que o Estado arrecadasse 12,5 milhões de euros em receitas (que abatiam ao défice) por cada 100 milhões de euros de montante subjacente.