Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/swap: Antigo DGTF "convicto" de que gestores tomaram decisões em consciência

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - O antigo diretor-geral do Tesouro e Finanças, José Emílio Castel-Branco disse hoje que se os gestores não tinham capacidade para efetuar 'swap' não o deviam ter feito, apesar de se mostrar "convicto" de que aqueles tomaram a decisão em consciência.

O antigo responsável, que exerceu funções entre 24 de março de 2005 e 05 de agosto de 2007, falava na comissão parlamentar de Inquérito à Celebração de Contratos de Gestão de Risco Financeiro ('swap') por Empresas do Setor Público.

"Estou convicto de que os gestores tomaram a decisão em consciência e socorreram-se de todos métodos possíveis para tomar essa decisão. Se não tinham capacidade para tomar essa decisão então certamente não a deveriam ter tomado", disse.