Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/PPP: Ferreira do Amaral recusa que Lusoponte seja considerada uma PPP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 23 jan (Lusa) - Joaquim Ferreira do Amaral, antigo ministro das Obras Públicas e atual presidente da Lusoponte, rejeitou hoje que o contrato do Estado com a concessionária das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama seja uma Parceria Público-Privada (PPP).

"Não percebo em que se baseiam para dizer que o contrato da Lusoponte é uma PPP", afirmou Ferreira do Amaral, na comissão de inquérito parlamentar às PPP, quando questionado pela deputada do PS Isabel Oneto sobre "a natureza" do contrato com a Lusoponte, depois do antigo governante ter negado participação em qualquer PPP.

O antigo ministro dos governos de Cavaco Silva, que, quando assumiu as Obras Públicas, chegou a acordo com a Lusoponte relativo à construção da Ponte Vasco da Gama, defendeu que "o contrato com a Lusoponte impede os malefícios das PPP".