Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/BPN: "A CGD deu-me muitos cabelos brancos, mas o BPN tirou-mos mesmo" -- Francisco Bandeira

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 jun (Lusa) -- O ex-presidente do BPN Francisco Bandeira admitiu hoje que "é muito mais agradável falar da CGD do que do BPN", onde fez "um trabalho muito sério", rejeitando responsabilidades do conselho de administração na demora do processo de reprivatização.

"É muito mais agradável falar da CGD do que do BPN. Costumo dizer que a CGD deu-me muitos cabelos brancos, mas o BPN tirou-mos mesmo. Estou calvo exatamente por isso", afirmou Francisco Bandeira, referindo que "não havia ninguém que quisesse estar perto do banco".

Na comissão parlamentar de inquérito à nacionalização e reprivatização do Banco Português de Negócios (BPN), o antigo vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que estava à frente do BPN após a nacionalização do banco, repudiou "por completo" práticas de risco, após a nacionalização da instituição.