Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Guiné-Bissau abriu hoje campanha de comercialização de caju

Lusa economia

  • 333

Bissau, 30 mar (Lusa) - O Governo de transição da Guiné-Bissau abriu hoje oficialmente a época de comercialização da castanha do caju, sem anunciar o preço da compra e venda daquele que é o principal produto de exportação do país.

A cerimónia de aberta oficial da campanha de caju (que decorre entre março a setembro) teve lugar em Quinhamel, 40 quilómetros a noroeste de Bissau, na presença do primeiro-ministro do Governo de transição, Rui de Barros, vários ministros, alguns embaixadores e do representante do secretário-geral das Nações Unidas, José Ramos-Horta.

Ao som de música e sob o olhar atento de régulos (chefes tradicionais) da região de Biombo, o presidente da Agência Nacional de Caju (ANCA), Henrique Mendes, explicou que o Governo de transição "quer disciplinar o setor", iniciando com a certificação do caju produzido na Guiné-Bissau, indicando na embalagem de exportação todas as características do produto.