Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governos são responsáveis pelas medidas de austeridade, não Bruxelas -- Durão Barroso

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 11 out (Lusa) -- O presidente da Comissão Europeia disse hoje, em Bruxelas, ser fundamental que se perceba que os Governos nacionais são responsáveis pelas medidas de austeridade que aplicam, e não a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu ou o Fundo Monetário Internacional.

José Manuel Durão Barroso, que intervinha numa conferência sobre o "Estado da Europa" consagrada ao tema da política de austeridade, sublinhou que "as decisões não são tomadas pelas instituições europeias, mas sim pelos Governos da Europa, e isso é muito importante em termos de responsabilidade, porque esta é parte do problema", já que alguns governos tentam passar a ideia de que as medidas que adotam lhes são impostas, "o que não é verdade".

"Quando vamos aos países sob programa -- Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) -, estamos a atuar sob um mandato que temos. Não é a Comissão que toma as decisões. A Comissão faz uma avaliação da situação, apresenta algumas propostas, mas depois, todas as decisões - e, repito, todas as decisões - foram aprovadas unanimemente - e, repito, unanimemente -, pelos Estados-membros da zona euro, incluindo os governos dos países sob programa", apontou.