Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Fuga de cérebros" leva a perda de qualificações e de investimento nos alunos

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 30 jun (Lusa) - A "fuga de cérebros" está a conduzir à saída de Portugal de milhares de jovens qualificados, fenómeno nem sempre causado pela crise económica, mas que a acentua, com a perda de um investimento público superior a 46 mil euros por aluno.

"O Estado não valoriza o capital humano, apenas se preocupa com o capital financeiro", disse à Lusa Armando Pires, professor na Norwegian School of Economics, onde vive há seis anos.

Pires considera que a visão "neoliberal" do governo português baseia-se no pensamento "errado" de que se a gente "vai embora, desce o desemprego e a economia cresce".