Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fardo do ajustamento na zona euro colocado sobre periferia de forma desproporcional - EUA

Lusa economia

  • 333

Washington, 31 out (Lusa) -- O Departamento do Tesouro dos EUA constatou hoje que o ajustamento na zona euro tem sido levado a cabo de forma desproporcional pelos países da periferia, o que tem tido um impacto forte sobre o desemprego.

"O excedente de conta corrente da Alemanha ultrapassou 7% na primeira metade de 2013, enquanto o da Holanda foi quase de 10%. A Irlanda, Itália, Portugal e Espanha têm todos agora excedentes de conta corrente uma vez que a procura de importações nessas economias decresceu", escrevem os autores do relatório enviado ao Congresso norte-americano.

Assim, o "fardo do ajustamento tem sido desproporcionalmente colocado sobre os países da periferia europeia, exacerbando o desemprego extremamente elevado, em particular entre os jovens, nestes países, enquanto o ajustamento europeu em geral está essencialmente assente na premissa da procura que emana de fora do continente em vez de abordar as falhas na procura existente dentro da Europa".