Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Extensão das maturidades a Portugal concluída hoje com decisão formal do FEEF

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 24 jun (Lusa) -- O Conselho de Administração do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) adotou hoje a decisão de prolongar as maturidades dos seus empréstimos a Portugal e Irlanda, completando assim o processo de extensão dos prazos acordada para Dublin e Lisboa.

A decisão hoje adotada encerra definitivamente o processo iniciado a 12 de abril último, quando os ministros das Finanças da zona euro, reunidos em Dublin, chegaram a um acordo de princípio para a extensão, por sete anos, das maturidades dos empréstimos europeus concedidos a Portugal e à Irlanda, ao abrigo do Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira (MEEF) e do FEEF.

Desta forma, prolongou-se a maturidade média de 12,5 para 19,5 anos, de modo a "aliviar" os prazos de reembolso e, assim, ajudar os dois países a regressar aos mercados.