Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eurogrupo deverá aprovar segunda-feira novo desembolso e mais um ano para Portugal corrigir défice

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 06 out (Lusa) -- Os ministros das Finanças da zona euro deverão aprovar formalmente na próxima segunda-feira, no Luxemburgo, o desembolso da próxima tranche da ajuda a Portugal, assim como a extensão, por um ano, do prazo para correção do défice.

A decisão formal do Eurogrupo surge na sequência da quinta revisão do programa de assistência a Portugal, que ficou marcada pela polémica em torno das alterações à Taxa Social Única (TSU) propostas pelo Governo durante as conversações com a 'troika', mas que acabariam por "cair", face à forte contestação que geraram, sendo substituídas por um aumento de impostos.

A 01 de outubro, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, revelou em Lisboa que Bruxelas já aprovara as medidas alternativas entretanto introduzidas pelo Governo no memorando de entendimento revisto -- o que também gerou um coro de críticas em Portugal, por estas terem sido acordadas com a Comissão, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional antes de serem apresentadas internamente -, e disse estar "absolutamente esperançado que os governos da zona euro vão seguir a recomendação da Comissão, que é a de libertar a tranche para Portugal, já no próximo dia 8 de outubro".