Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Euro/Crise: Bruxelas quer evitar que contribuintes voltem a "pagar conta" dos bancos

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 06 jun (Lusa) -- A Comissão Europeia apresentou hoje propostas para a "recuperação e resolução dos bancos", com vista a evitar que, em eventuais futuras crises, as instituições bancárias voltem a ser resgatadas com dinheiro público.

No quadro da crise financeira, os governos viram-se obrigados a injetar fundos públicos em bancos e a prestar garantias "numa escala sem precedentes", tendo Bruxelas, entre outubro de 2008 e outubro de 2011, aprovado 4,5 biliões de euros (o que equivale a 37 por cento do PIB da UE) em medidas de auxílio estatal a instituições financeiras, um cenário que não quer ver repetido.

"Isso permitiu evitar o colapso do sistema bancário e perturbações económicas, mas impôs aos contribuintes um agravamento das finanças públicas e não resolveu a questão de como lidar com as grandes instituições bancárias transfronteiras em dificuldades", sustenta a Comissão Europeia, que hoje apresentou propostas no sentido de que sejam aplicadas medidas ao nível da UE para a recuperação e resolução dos bancos que corrijam esta situação.