Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Euro/Crise: Barclays corta exposição a Portugal e Espanha com receio que os países saiam do euro

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 27 jul (Lusa) -- O banco britânico Barclays reduziu em 22 por cento a exposição aos países do euro em dificuldades, como Portugal, nos primeiros seis meses do ano, alegando "risco de redenominação", ou seja saída do euro, destes países.

De acordo com os resultados do banco apresentados hoje, a exposição a Portugal foi reduzida em 27 por cento para cerca de 600 milhões de libras (cerca de 765 milhões de euros à taxa de câmbio atual), tendo agora uma exposição a Portugal, Grécia, Irlanda, Espanha, Itália e Chipre de 5,6 mil milhões de libras (cerca de 7,14 mil milhões de euros à taxa de câmbio atual).

O "risco de redenominação" é explicado pelos financeiros do banco como as potenciais perdas do banco com a mudança de divisa destes países para moeda local e consequente desvalorização.