Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: Líderes sindicais atacam políticas do Governo, exigem mudança e referendo

Lusa economia

  • 333

Madrid, 15 set (Lusa) - Líderes sindicais espanhóis defenderam hoje a mobilização dos cidadãos para evitar a destruição da democracia e para combater a precariedade social, acusando o Governo de caminhar em "deriva antissocial e totalitária".

"Temos que combater isto tudo", disse Cándido Méndez, líder da UGT, na Praça Colon, no centro onde se concentram dezenas de milhares de pessoas que hoje participam na "Marcha sobre Madrid".

"Passou-se de um Estado de direito social a um Estado de beneficiência. Aqui está a impor-se, pelo amor da austeridade, um princípio de austeridade autoritária. E em Espanha está a usar-se a austeridade para caminhar numa deriva antissocial e totalitária", afirmou.