Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: Governador do banco central admite erros mas defende trabalho da instituição

Lusa economia

  • 333

Madrid, 8 un (Lusa) -- O governador do Banco de Espanha, Miguel Ángel Fernández Ordóñez, admitiu hoje possíveis erros na gestão da entidade supervisora, mas considerou que as suas decisões foram sempre marcadas por critérios exclusivamente profissionais.

Fernández Ordóñez falava perante o Conselho de Governo do Banco de Espanha, numa intervenção que marca o fim do seu mandato, que termina formalmente na próxima semana e que ficou marcado por críticas sobre a atuação da entidade no controlo do setor.

Neste sentido, o governador mostrou-se confiante que o que aconteceu seja clarificado com o tempo e que o trabalho da instituição acabará por ser "justamente" valorizado e reconhecido.