Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: FMI quer triagem para saber a que bancos vale a pena dar ajuda estatal

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 15 jun (Lusa) -- Espanha deve fazer rapidamente uma triagem entre os bancos para saber quais os que devem receber ajuda e os que não devem receber mesmo precisando, diz o FMI, que acredita que a ajuda europeia não trará problemas de sustentabilidade de dívida.

Num relatório hoje divulgado sobre o país, o Fundo Monetário Internacional (FMI) diz que a ajuda europeia vai ajudar ao saneamento, reestruturação e à recapitalização dos bancos mais fracos, de uma vez por todas, e tapar as fragilidades no setor financeiro espanhol, e que mesmo que a ajuda atinja os 100 mil milhões de euros, preconizados como máximo na última reunião do Eurogrupo, tal não colocará um problema de sustentabilidade de dívida ao país.

Ainda assim, o plano do FMI para a banca espanhola exige a valorização dos ativos dos bancos e que os testes de resistência sejam realizados por entidades independentes, que seja feita tanto quanto possível uma triagem entre os bancos que ajuda, de forma a determinar que bancos precisam de ajuda, quais não precisam e que bancos não são solventes e como tal não devem receber ajuda.