Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha: Banco central reconhece atraso no processo de reestruturação financeira

Lusa economia

  • 333

Washington, 11 jun (Lusa) -- O Banco de Espanha admitiu que o processo de reestruturação do setor financeiro foi mais demorado do que o necessário, ainda que a maioria dos motivos deste atraso tenha sido causada por dificuldades conjunturais, disse aquela instituição.

"O Banco de Espanha gostaria de acrescentar que, apesar de reconhecer que o processo de reestruturação não foi suficientemente atempado, (...) há vários fatores responsáveis por isto, que o Banco considera que precisam de ser explicados para que o recente processo possa ser compreendido", indicou o Fundo Monetário Internacional (FMI) num relatório divulgado na sexta-feira relativo a dados disponíveis até maio.

Entretanto, o vice-governador do banco central espanhol, Javier Ariztegui, renunciou hoje ao cargo, segundo um comunicado divulgado pela instituição, tendo sido proposto Fernando Lozano, até aqui vice-presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, para aquela posição.