Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresas endividadas como as portuguesas levam bancos a cobrarem juros elevados - FMI

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 09 out (Lusa) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) está preocupado com o excessivo endividamento das empresas, caso das portuguesas, uma vez que isso contribui para que as taxas de juro dos empréstimos nos países da periferia do euro continuem elevadas.

No relatório de estabilidade financeira, o FMI dedica uma parte importante do trabalho à análise da relação entre bancos e empresas. Por um lado, diz, quanto mais fragilizados os bancos estão, mais contraem a concessão de crédito à economia e aumentam os juros. Ao mesmo tempo, refere, as empresas endividadas e com balanços pouco sólidos agravam os problemas dos bancos, que em reação restringem empréstimos e aumentam o preço do dinheiro.

"Tomar medidas para reverter a fragmentação financeira [na Europa] vai ajudar a reduzir as taxas de juros nas economias sob 'stress', mas será insuficiente para resolver o excesso de dívida das empresas. Portanto, é essencial que os esforços para melhorar os balanços dos bancos e os progressos para União Bancária sejam complementados por uma estratégia para resolver o problema de excesso de dívida do setor não financeiro", lê-se no documento hoje divulgado.