Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresa Elnor "dificilmente se salvaria" sem recurso ao programa Revitalizar

Lusa economia

  • 333

Redação, 24 out (Lusa) -- A atravessar "o pior momento" desde que foi constituída, em 1974, a empresa de equipamentos técnicos e de laboratório Elnor é a primeira com processo concluído no âmbito do Revitalizar e acredita que "dificilmente de salvaria" de outra forma.

"Se não fosse este programa seria muito difícil, teríamos que nos ter apresentado à insolvência e dificilmente nos salvaríamos, porque o que conseguimos assim seria muito difícil no ritmo tradicional de um processo de insolvência", afirmou o diretor geral da empresa de Leça do Balio, Matosinhos, em declarações à agência Lusa.

Segundo Carlos Alberto, "foram fundamentalmente dificuldades de tesouraria", que motivaram uma dívida de quatro milhões de euros, sobretudo à banca, que levaram a Elnor a apresentar um Processo Especial de Revitalização (PER) no âmbito da revisão do Código de Insolvência e Recuperação de Empresas.