Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Emprego na região Norte sofre quebra de 3,5% no segundo trimestre em termos homólogos

Lusa economia

  • 333

Porto, 03 out (Lusa) -- O emprego no Norte sofreu uma descida de 3,5% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo de 2011, o que completou quatro anos de contração do mercado de trabalho, revelou hoje o relatório Norte Conjuntura.

"Os ramos de atividade que mais contribuíram para a descida do emprego na região do Norte no segundo trimestre de 2012, em termos homólogos, foram a construção (com cerca de menos 31 mil empregados, representando uma variação homóloga de -17,6%) e o comércio grossista e retalhista, incluindo reparação de veículos (menos 29 mil empregados, o que equivale a -11,2%)", escreveram os autores do relatório, divulgado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

De acordo com o relatório trimestral, a diminuição do emprego na região "afetou sobretudo o número de trabalhadores por conta de outrem (-74 mil empregados, representando -5,4%), nomeadamente os trabalhadores com contrato de trabalho sem termo (-36 mil, ou -3,4%) e com termo (-33 mil, ou -13,2%) e ainda os trabalhadores com contrato de prestação de serviços (menos quatro mil, ou -9,4%)".