Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"É notável a descoordenação existente dentro da 'troika'" -- Ricardo Salgado

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) - O presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, considerou hoje "notável" e "surpreendente" a descoordenação existente entre a Comissão Europeia (CE), o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), a designada 'troika'.

"É notável a descoordenação existente dentro da 'troika'. E surpreendente", assinalou o banqueiro, durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados dos primeiros nove meses do banco.

Salgado apontou para as recentes declarações contraditórias proferidas por responsáveis da Comissão Europeia e da diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, acerca do possível alargamento em dois anos do prazo de ajustamento dado à Grécia.