Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dinheiro continua sem chegar às empresas -- Belmiro de Azevedo

Lusa economia

  • 333

Matosinhos, 23 abr (Lusa) -- O presidente do Conselho de Administração da Sonae, Belmiro de Azevedo, disse hoje que o financiamento não está a chegar às empresas, sublinhando ser preciso falar de empresas competentes, independentemente da dimensão.

Em declarações aos jornalistas nas futuras instalações da Porto Business School, Belmiro de Azevedo lembrou que o problema do financiamento é a sua distribuição, tendo começado por ser canalizado para o Estado -- que "não pode falir"-, seguindo-se a banca, "onde não convém que haja muitas falências", ainda que "algumas eventualmente limpavam um bocado o território".

"Quem não vive sem dinheiro é a atividade económica e, portanto, o dinheiro tem de estar aí e não chega neste momento", afirmou o presidente do Conselho de Administração do Grupo Sonae, que reafirmou a ideia de que o Governo devia "criar emprego barato, remunerar os mais capazes e pagar o satisfatório para as pessoas viverem aos menos capazes".