Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Declarações sobre aumento do salário mínimo "foram mal interpretadas" - CIP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 02 abr (Lusa) -- O presidente da CIP (Confederação Empresarial de Portugal) recusou qualquer contradição nas suas afirmações e afirmou hoje que foi mal interpretado quando referiu a descida da Taxa Social Única (TSU) como condição para aumentar o Salário Mínimo Nacional (SMN).

"Foram mal interpretadas as minhas palavras, porque a TSU é um dos itens entre vários", disse à Lusa o representante dos patrões na concertação social, António Saraiva.

"Quando ontem [segunda-feira] me foi perguntado se se concretizassem as condições no Compromisso para o Crescimento, Competitividade e Emprego estaríamos em condições de aumentar o SMN ainda este ano, eu disse que sim, mas isso seria um cenário muito hipotético, e diria quase milagroso, de ainda durante o primeiro semestre se cumprirem todas as alíneas que não estão cumpridas do acordo que fizemos em janeiro de 2012 com o Governo", explicou o presidente da CIP.